LOCALIZAR

TRANSLATE

W.J. Lowe

BIOGRAFIA CRISTÃ Nº 45: William Joseph Lowe (1838-1927), também conhecido como W.J. Lowe, foi um britânico Bacharel em Ciências da Engenharia; Supervisor de Construção; Poliglota; Conferencista Dispensacionalista; e Líder Adenominacional do Movimento Irmãos Unidos, também conhecido como Irmãos de Plymouth, Assembleia dos Irmãos em Portugal, Casa de Oração no Brasil, ou simplesmente Os Irmãos.
"Eu [Jesus] Sou a videira, e vocês são os ramos. Quem está unido Comigo e Eu com ele, esse dá muito fruto porque sem Mim vocês não podem fazer nada." (João 15:5, NTLH, SBB).
"Ora, vocês são o Corpo de Cristo, e cada um de vocês, individualmente, é membro desse corpo. Assim, na igreja, Deus estabeleceu primeiramente apóstolos; em segundo lugar, profetas; em terceiro lugar, mestres; depois os que realizam milagres, os que têm dons de curar, os que têm dom de prestar ajuda, os que têm dons de administração e os que falam diversas línguas. São todos apóstolos? São todos profetas? São todos mestres? Têm todos dons de curar? Falam todos em línguas? Todos interpretam? / Entretanto, busquem com dedicação os melhores dons. Passo agora a mostrar-lhes um caminho ainda mais excelente." (1ª Coríntios 12:27-31, NVI, SBI).
"Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três; porém o maior destes é o amor." (1ª Coríntios 13:13, VRA, SBB).

William Joseph Lowe
William Joseph Lowe.
(1838-1927)
William Joseph Lowe nasceu em 1838 no Reino Unido. Recebeu estimada educação dos seus pais que eram Protestantes e frequentavam a Igreja Anglicana.

W.J. Lowe manifestou dons no período escolar que permaneceriam durante toda a sua vida, caracterizando o seu ministério cristão. Alguns dos seus professores foram lideranças importantes no Movimento Irmãos Unidos: James George Deck, William Hake e Henry Soltau. Tais professores exerceram influência importante em sua vida.

No colégio de Ealing alcançou elevada condecoração, ganhando medalha por seu conhecimento em geometria e álgebra, além do domínio dos idiomas grego, latim, francês e alemão. Na fase adulta, falava aproximadamente 10 idiomas.

Posteriormente, ingressou no curso de Ciências da Engenharia na cidade de Londres, na Inglaterra, e no ano de 1859, conseguiu um ótimo trabalho no ramo da construção de instalações de irrigação na capital de Madras, atual Chennai, no Estado de Tamil Nadu, Índia. William J. Lowe era um jovem de 23 anos, mas já supervisionava milhares de operários.

W.J. Lowe foi alcançado pelo Senhor durante a sua adolescência e participava com assiduidade do Partir do Pão (Mesa do Senhor). Quando estava trabalhando na Índia, manifestou a sua vocação ministerial editando uma revista de edificação para os crentes indianos.

Constantemente ficava com a saúde prejudicada, pois o clima tropical era severo para o seu organismo, assim, seguindo orientações médicas, renunciou à sua elevada posição de trabalho na Índia e retornou para a Europa. Estabeleceu residência na Suíça para recuperar a saúde, aproveitando a oportunidade para aprimorar os seus conhecimentos do idioma francês. William Joseph Lowe nutria sentimentos pelo povo francês estabelecido no Canadá, na América do Norte. Ele desejava servir ao Senhor como missionário nas terras canadenses.

John Nelson Darby
John Nelson Darby.
(1800-1882)
Nesse período, o famoso líder do Movimento Irmãos Unidos, John Nelson Darby, visitava a França para ajudar alguns líderes dos Irmãos na tradução dos escritos bíblicos para o francês. Alguns exemplares da tradução chegaram ao conhecimento de W.J. Lowe que identificou algumas carências e sugestionou mudanças significativas e valiosas. J.N. Darby foi informado acerca das sugestões e ficou surpreso com os conhecimentos do Sr. William J. Lowe. Assim, começou uma amizade duradoura e consistente comunhão do serviço cristão.

Darby declarou: "Não conheço ninguém como W.J. Lowe, que possua tal conhecimento no panorama geral e nos detalhes acerca da Verdade expressada na Bíblia".

Mapa Mundi
William Joseph Lowe foi um dos melhores conferencistas internacionais dos Irmãos Unidos.

Ministrou conferências na Bélgica, França, Alemanha, nos Países Baixos, na Espanha e na Suíça. Surgiram muitas igrejas locais dos Irmãos através do seu ministério. Também visitou os Estados Unidos e o Canadá, expandindo o Movimento dos Irmãos.

Em 1873, fundou a revista mensal francesa "Le Salut de Dieu" (A Salvação de Deus). Escreveu diversos artigos para a revista até que foi transferida para o Dr. Elie Périer.

W.J. Lowe nutria forte amizade com o Sr. Christopher McAdam e casou com a sua filha, Ellen McAdam, no dia 15 de Setembro de 1885. No período de "Lua de Mel" visitaram algumas igrejas locais e participaram da Conferência dos Irmãos em Elberfeld, na Alemanha.

Quando o sogro faleceu, assumiu os trabalhos, durante quarenta anos, da "Letters of Interest" (Cartas de Interesse), ficou responsável pela distribuição de donativos aos trabalhadores na obra do Senhor, mantendo constante comunicação com cristãos de vários países. Nessas circunstâncias, o seu dom poliglota foi extremamente importante.

Amava a juventude com encargo especial, inclusive, registrou no seu diário uma de suas visitas ao já enfermo, J.N. Darby: "Era tarde - J.N.D. tomou a minha mão e me puxou para si, para me abraçar e agradecer de maneira cordial pela longa amizade e colaboração. Disse: 'Trabalhamos juntos e nos alegramos juntos. Deus te abençoe!'. Então, um minuto depois, disse: 'Ocupa-te com os irmãos mais novos e dirija os seus corações à Cristo'." W.J. Lowe manifestava um caráter sério, mas sociável e comunicativo, também, exercitava força especial para a atração do público jovem. Alguns moços reclamavam das suas perguntas desconfortáveis, mas reconheciam que elas conduziam as suas almas para a Palavra de Deus.

Foi um apologista fervoroso contra os princípios doutrinários contrários às interpretações bíblicas aceitáveis pelos Irmãos. Demonstrava zelo e encargo pelas igrejas locais. Orava para que a consciência dos crentes fossem alcançadas por Deus e que assumissem responsabilidade no governo local da igreja. Não queria que agissem de maneira mecânica, simplesmente, acompanhando a maioria.

Detestava as expressões "administração" e "organização", quando eram empregadas para engessar o mover da igreja e o fluir do Espírito nos cristãos. No entanto, valorizava a utilização correta dessas expressões, quando estavam isentas de manipulação.

Os métodos dos homens jamais deveriam sufocar a operação do Espírito Santo no interior dos crentes, antes, durante e depois dos cultos. Segundo a perspectiva de William Joseph Lowe, a Bíblia é o trilho que evita erros nas reuniões da Igreja e o Espírito Santo é o condutor dos crentes neste trilho.

As suas forças físicas e mentais reduziram drasticamente nos últimos anos de vida até que partiu para o Senhor no dia 29 de Setembro de 1927, em Wimbledon, na Inglaterra.


William Joseph Lowe
William Joseph Lowe.
(1838-1927)
SUAS PALAVRAS:

"Metade do nosso trabalho, para falar muito moderadamente, consiste, ou deveria consistir, em comunhão. (...). Um homem faz tijolos, outro constrói com eles; auto-sacrifício parece muito atraente, mas é melhor colocar a mão no carrinho e empurrar durante meia hora, do que dizer: Eu fiz o carrinho, empurrei, e trouxe para a casa sozinho. O que você pensa?" Junho de 1919.

"Devemos esperar frouxidão aumentando nos últimos dias, mas para tudo há um recurso no Senhor, e aqueles que olham para Ele perseverando na Sua palavra, nunca encontrarão momentos de necessidade. (...). A dependência é a grande lição do deserto." Dezembro de 1919.

"Dificilmente alguém é cuidadoso o suficiente para passar um relatório exatamente como ele ouviu, sem quaisquer modificações. Eu abomino todos os 'partidos', quero saber apenas da 'verdade e nada mais que a verdade', o único vínculo de comunhão..." Novembro de 1920.


FONTE:

Livro: "Os Irmãos" (Como são chamados) - Sua história e as verdades que professam.
Autor: Andrew Miller.
Editora: Depósito de Literatura Cristã - DLC. (Brasil).
Páginas: 175.


Nenhum comentário:

Postar um comentário