LOCALIZAR

TRANSLATE

Franz Kaupp

BIOGRAFIA CRISTÃ Nº 17: Franz Kaupp (1866-1945) foi um alemão Padeiro; Autodidata; Poliglota; Escritor Dispensacionalista; e Líder Adenominacional do Movimento Irmãos Unidos na Alemanha, também conhecido como Irmãos de Plymouth, Assembleia dos Irmãos em Portugal, Casa de Oração no Brasil, ou simplesmente Os Irmãos.
"Eu [Jesus] Sou a videira, e vocês são os ramos. Quem está unido Comigo e Eu com ele, esse dá muito fruto porque sem Mim vocês não podem fazer nada." (João 15:5, NTLH, SBB).
"Ora, vocês são o Corpo de Cristo, e cada um de vocês, individualmente, é membro desse corpo. Assim, na igreja, Deus estabeleceu primeiramente apóstolos; em segundo lugar, profetas; em terceiro lugar, mestres; depois os que realizam milagres, os que têm dons de curar, os que têm dom de prestar ajuda, os que têm dons de administração e os que falam diversas línguas. São todos apóstolos? São todos profetas? São todos mestres? Têm todos dons de curar? Falam todos em línguas? Todos interpretam? / Entretanto, busquem com dedicação os melhores dons. Passo agora a mostrar-lhes um caminho ainda mais excelente." (1ª Coríntios 12:27-31, NVI, SBI).
"Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três; porém o maior destes é o amor." (1ª Coríntios 13:13, VRA, SBB).

Franz Kaupp
Franz Kaupp.
(1866-1945)
Franz Kaupp nasceu no dia 6 de Novembro de 1866, na cidade de Freudenstadt, localizada na região administrativa de Karlsruhe, no Estado de Baden-Württemberg na Alemanha.

Seus pais eram crentes de fé protestante, mas cresceu sem o pai, considerando que ele faleceu quando Kaupp tinha apenas 3 meses.

É difícil uma criança crescer sem o pai ou sem a mãe, mas naquela época as dificuldades eram maiores. Sua mãe precisou trabalhar em jornada exaustiva para manter a casa e sustentar a família, num contexto em que as mulheres não eram valorizadas na sociedade.

Franz Kaupp
O árduo labor de padeiro não impediu Franz Kaupp
na sua comunhão e avanço no conhecimento de Deus.
Quando o pequeno Franz estava com 5 anos de idade, ingressou na escola. Desde a meninice demonstrou interesse no aprendizado, assim frequentou a "Mittelschule" (antigo sistema de ensino na Alemanha, equivalente ao nível médio; colégio). Já adolescente com 14 anos de idade, foi aprendiz de padeiro e no ano seguinte deixou sua cidade natal e ingressou num trabalho na cidade de Estrasburgo, França. Posteriormente trabalhou juntamente com seu primo na cidade de Mulhouse, França.

O seu primo frequentava uma comunidade cristã e Franz Kaupp participou de várias reuniões dessa comunidade. Durante uma reunião, certo irmão chamado Charles Vodoz apontou o dedo indicador no coração do jovem Kaupp e disse: "Franz, você é um pecador perdido!". Essas palavras sinceras não ficaram sem resultado, o jovem Franz reconheceu sua condição através da Palavra de Deus, encontrando o perdão dos pecados e a paz em Deus Pai no sangue do Cordeiro imolado - Jesus Cristo. Agora, o jovem vivenciava dias de louvor a Deus e invocava o nome de Jesus.

Com grande diligência participava das reuniões dos crentes em Jesus. Embora sua profissão de padeiro exigisse muitas noites de trabalho, nunca permitiu que isso o afastasse da Palavra de Deus e da Voz do Senhor.

Freudenstadt, Alemanha
Cidade de Freudenstadt, Alemanha.
Aos 20 anos de idade, Franz Kaupp retornou para Freudenstadt. Ali conheceu e firmou amizade com Gottlob Stufft que aceitou Jesus Cristo por meio de Franz. Posteriormente, outros aceitaram Cristo através de Gottlob Stufft. Dessa forma iniciou uma pequena assembleia de crentes na cidade.

A mãe de Kaupp que sempre lera às ocultas os escritos e tratados de seu filho, aceitou as suas convicções, bem como frequentou as reuniões com os "Irmãos" e seu filho Franz Kaupp.

Nessa fase de sua vida, embora o trabalho de padeiro fosse árduo, começou a aprender os idiomas francês, grego, latim, inglês e posteriormente o hebraico. Todo esse conhecimento foi adquirido como autodidata. Como padeiro, o seu tempo era restrito, porém aproveitava todos os intervalos e folgas para aperfeiçoar o seu conhecimento.

No ano de 1893, casou com Sophie Schweizer e iniciou o seu próprio negócio em Gebweiler. Franz Kaupp estudava quando era empregado e não deixou de adquirir conhecimento na condição de proprietário de empresa. Aproveitava cada minuto disponível, seus livros estavam sempre abertos na escrivaninha e não permitia a ninguém tocá-los. Franz conhecia o valor de uma boa literatura, algo tão ausente nos nossos dias invadidos pelo entretenimento televisivo.

Em 1906 arrendou a sua padaria, porque ser proprietário ocupava muito o seu tempo, o que confrontava com o seu desejo de ampliar os seus conhecimentos acerca da Palavra de Deus. Assim depois do arrendamento foi trabalhar como empregado de uma distribuidora de farinha, assumindo o posto de supervisor das entradas e saídas do estoque. Agora Franz teria a disponibilidade de tempo tão almejado para a aplicação em leituras cristãs.

Durante o ano de 1911 ficou viúvo, mas achou grande consolo na Bíblia, passando a dedicar mais tempo na sua leitura do que antes, inclusive, escreveu vários estudos da Palavra até alta noite, os quais foram benéficos para o seu uso pessoal.

Primeira Guerra Mundial
1ª Guerra Mundial.
(1914-1918)
Franz Kaupp vivenciou os efeitos da 1ª Guerra Mundial.

A Primeira Guerra Mundial também conhecida como Grande Guerra ou Guerra das Guerras foi um conflito bélico ocorrido no período compreendido entre os dias 28 de Julho de 1914 até 11 de Novembro de 1918.

A guerra sucedeu entre a Tríplice Entente (aliança militar entre a Inglaterra, a França e o Império Russo) e os Estados Unidos que derrotou a coligação formada pelas Potências Centrais também conhecida como Impérios Centrais (coligação formada entre o Império Alemão e o Império Austro-Húngaro, posteriormente foi agregado à coligação o Império Turco-Otamano e a Bulgária). Tal nome estava associado a posição central ocupada pela Alemanha e Áustria-Hungria no continente europeu. A guerra provocou o colapso desses impérios, bem como alterou radicalmente o mapa geo-político da Europa e do Oriente Médio.

Revolução Russa
Revolução Russa de 1917.
Vladimir Llitch Lenin ou Lenine, 1870-1924.
Em 1917, a Rússia abandonou a guerra, porque estava enfrentando a Revolução Russa que derrubou a aristocracia do Czar Nicolau II, o último Czar a governar. O Partido Bolchevique derrubou o governo provisório e impôs o Governo Socialista Soviético. Em dezembro de 1922, foi organizado um congresso geral com todos os sovietes, provocando a fundação da União das Repúblicas Socialistas Soviéticas - URSS.

Quando a Rússia deixou a guerra, os Estados Unidos que estavam participando somente como fornecedores, viram os seus investimentos em perigo, assim ingressaram militarmente no conflito, mudando completamente o destino da guerra e garantindo a vitória da Tríplice Entente.

Primeira Guerra Mundial
Ilustração: EUA e a 1ª Guerra Mundial.
Durante a Primeira Guerra MundialFranz Kaupp, na condição de alemão, foi expatriado da Alsácia, região administrativa da França, embora fosse fiel à Bíblia e nunca expressasse quaisquer pensamentos políticos. Somente poderia carregar as coisas que coubessem em suas mãos, deixou tudo! Casa, móveis, laços de amizades, além de outras coisas.

O ano de 1919 foi marcante em sua vida. Ele retornou para Freudenstadt, na Floresta Negra (cordilheira do sudoeste da Alemanha) e começou a trabalhar na Administração Turística do Município, permanecendo nesse emprego até o ano de 1944. No transcorrer dessa fase conheceu e casou  com a professora de corte/costura e artesanatos, Fanny Wirth.

Franz Kaupp
Franz Kaupp foi um ótimo escritor.
Kaupp aproveitou todo o seu tempo livre com as atividades de escritor. Traduziu o "Alimento para o Peregrino" de autoria de J.N. Darby e o "Estudo da Epístola aos Colossenses" de William Kelly. Escreveu muitas cartas sobre a Verdade para os crentes e incrédulos. Um dos seus escritos é "A Eclésia de Deus" editado em Novembro de 1937 (depois da proibição das reuniões livres por parte do governo nazista).

Adolf Hitler
Adolf Hitler.
(1889-1945)
Em 28 de Abril de 1937, foi publicada a proibição da "Igreja Cristã", denominação que o governo nazista aplicou sobre o movimento "Irmãos Unidos" na Alemanha.

As consequências foram devastadoras, os locais de reuniões foram fechados, as bíblias e os hinários foram confiscados. Todavia, Franz Kaupp permaneceu reunindo conforme o ensino bíblico e exerceu forte encorajamento sobre os "Irmãos" na Alemanha. O governo nazista respondeu energicamente, Kaupp foi detido e a polícia secreta tentou o persuadir para deixar as pregações e as reuniões. O presidente do tribunal também proferiu fortes ataques verbais. Franz Kaupp respondeu ao tribunal com palavras símplices:  "As reuniões são somente uma confissão clara ao lado da pessoa do Filho de Deus, Jesus Cristo. Elas nunca tiveram outra finalidade. Assuntos políticos jamais foram abordados durante as reuniões.". O governo nazista não recuou as penalidades e foram proibidas todas as manifestações religiosas verbais ou escritas. As reuniões cristãs do movimento "Irmãos Unidos" foram proibidas, mas Franz continuou visitando os crentes cristãos pertencentes ao movimento, bem como visitou os amigos e os conhecidos, sempre objetivando ministrar consolo, encorajamento e constância em Cristo.

Polícia Nazista
Polícia Nazista.
Em 1942, a polícia secreta nazista perseguiu novamente o movimento "Irmãos Unidos" e muitos crentes foram detidos. Franz Kaupp também foi preso no mês de Novembro de 1942. Seus livros e seus valiosos manuscritos, resultado de 30 anos de trabalho e estudos da Palavra, foram confiscados. Foi ameaçado na prisão e foi intimado para não realizar visitas de cunho evangelístico, igualmente foi proibido de responder perguntas sobre a Bíblia. O governo nazista ameaçou Franz Kaupp, deixando claro que não seria poupado por causa da sua idade. Caso continuasse com suas atividades cristãs, não seria posto novamente na prisão, mas iria para o campo de concentração. Pagou uma multa de 1.000,00 marcos e foi posto em liberdade no dia 31 de Dezembro de 1942.

Seus escritos foram classificados pelo governo nazista como "escritos indesejados" e permaneceram confiscados.

Franz Kaupp
Franz Kaupp.
(1866-1945)
Franz Kaupp foi uma testemunha de Cristo que viveu para os propósitos de Deus e da Igreja. Durante as perseguições sempre dizia para os crentes: "Mais importa obedecer a Deus do que aos homens" (Atos 5:29).

Estranhamente, as autoridades nazistas não impediram a pregação da Palavra de Deus nas cerimônias fúnebres (velórios). Assim, sempre que surgiam oportunidades, Kaupp aproveitava esses velórios para ministrar a Palavra de Deus. Em Novembro de 1944, participou de um enterro na cidade de Pforzheim, Alemanha. No transcorrer da viagem de retorno para a casa, os caças inimigos atacaram o trem e todos os viajantes fugiram de dentro do carro do trem (carro do trem é usado para passageiros, já os vagões são usados apenas para carga). Os viajantes ficaram sujeitos ao frio e à chuva. Era comum encontrar pessoas com sintomas de hipotermia. Nessa circunstância, Franz Kaupp foi acometido com uma gripe muito forte e não recobrou a saúde.

Franz estava vivenciando seus últimos dias nesta Terra. Certa irmã em Cristo o visitou e comentou: "Irmão Kaupp, é muito bonito ver que está preparado e aguarda o Senhor Deus chamar, não é?" - "Preparado? Somente preparado? Não! Estou em suspense, como será ver o Senhor!" respondeu Franz Kaupp. No dia 8 de Fevereiro de 1945 dormiu no Senhor. O seu suspense findou, agora, contemplaria a face do Glorioso Cristo a quem tanto serviu.

Segunda Guerra Mundial
2ª Guerra Mundial.
(1939-1945)
Nos dias que antecederam a sua morte, a Alemanha estava sendo bombardeada na 2ª Guerra Mundial. Os aviões inimigos investiam contra as cidades. O nazismo estava em ruínas. No entanto, Deus em Sua soberania suspendeu os ataques da guerra naquele dia. Os participantes do enterro relataram que não foram vistos aviões nos céus da cidade, não ocorreu nenhum bombardeio. O dia estava em paz! Naquele espetáculo da guerra com as suas carnificinas produzidas, um homem - Franz Kaupp - desfrutou e expressou a verdadeira paz que reside nos corações daqueles que são governados pelo Príncipe da Paz - Jesus Cristo.


FONTE:

Livro: "Os Irmãos" (Como são chamados) - Sua história e as verdades que professam.
Autor: Andrew Miller.
Editora: Depósito de Literatura Cristã - DLC. (Brasil).
Páginas: 175.

Wikipédia, a enciclopédia livre.

http://www.johndarby.org/.

http://www.plymouthbrethren.org/.

Nenhum comentário:

Postar um comentário