LOCALIZAR

TRANSLATE

Evan Roberts

BIOGRAFIA CRISTÃ Nº 29: Evan Roberts (1878-1951) foi um galês Evangelista; Avivalista; e Líder do Avivamento do País de Gales. É reconhecido como o instigador do Movimento Pentecostal. Depois de alguns anos, concentrou o seu ministério no desenvolvimento da Vida de Oração e da Vida Interior, durante essa fase do seu ministério ajudou a Sra. Jessie Penn-Lewis na escrita do clássico de batalha espiritual "Guerra contra os Santos".
"Eu [Jesus] Sou a videira, e vocês são os ramos. Quem está unido Comigo e Eu com ele, esse dá muito fruto porque sem Mim vocês não podem fazer nada." (João 15:5, NTLH, SBB).
"Ora, vocês são o Corpo de Cristo, e cada um de vocês, individualmente, é membro desse corpo. Assim, na igreja, Deus estabeleceu primeiramente apóstolos; em segundo lugar, profetas; em terceiro lugar, mestres; depois os que realizam milagres, os que têm dons de curar, os que têm dom de prestar ajuda, os que têm dons de administração e os que falam diversas línguas. São todos apóstolos? São todos profetas? São todos mestres? Têm todos dons de curar? Falam todos em línguas? Todos interpretam? / Entretanto, busquem com dedicação os melhores dons. Passo agora a mostrar-lhes um caminho ainda mais excelente." (1ª Coríntios 12:27-31, NVI, SBI).
"Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três; porém o maior destes é o amor." (1ª Coríntios 13:13, VRA, SBB).

Evan Roberts
Evan Roberts.
(1878-1951)
Evan Roberts nasceu na cidade de Loughor, no Condado de Swansea, no País de Gales.

Seus pais professavam a fé Metodista-Calvinista. Durante sua infância foi incentivado e educado com as Escrituras Sagradas. Era um menino muito sério e sempre decorava os versículos da Bíblia.

Ainda na adolescência, começou a trabalhar arduamente nas minas de carvão para ajudar a sua família. Permaneceu nesse difícil serviço durante 12 anos e toda a sua adolescência foi gasta dentre os carvões e também foi aprendiz de ferreiro.

Posteriormente, com 26 anos de idade, estudou para o ministério cristão na cidade de Newcastle Emlyn, no oeste do País de Gales, também foi estagiário de gramática.

Sua seriedade manifestada desde a infância juntamente com o desejo pelas Escrituras, proporcionaram várias oportunidades para o ensino na Escola Dominical e para ministrar pequenas reuniões cristãs em 1904. Suas pregações avivalistas cativaram muitas pessoas e milhares compareceram para as reuniões. Evan Roberts com outros irmãos realizaram muitas viagens avivalistas em todo o País de Gales.

Evan Roberts era um jovem que foi encorajado através dos testemunhos e biografias acerca de  homens como Christmas Evans e João Elias.

Christmas Evans
Christmas Evans.
(1766-1838)
Christmas Evans foi um ministro galês dissidente, considerado um dos maiores pregadores na história do País de Gales.

Apesar das suas desvantagens e desfiguração [perdeu um olho durante uma briga na juventude], Christmas Evans foi um pregador vigoroso e suas mensagens eram poderosas. Seu caráter era simples, sua mente era muito ágil, seu espírito questionador e sua fé era fervorosa. Também era chamado de "O Bunyan [John Bunyan] de Gales".

João Elias (1774-1841) foi um pregador atuante no País de Gales no século XIX durante o Avivamento Metodista. Suas pregações eram poderosas e multidões compareciam. Não existiam programas de televisão, entretanto, 10.000 pessoas compareciam aos cultos.

No Brasil, os líderes evangélicos dividem forças e disputam horários televisivos. Milhões de Reais [moeda do Brasil] são gastos em programas televisivos, provocando inflacionamento dos preços para os programas cristãos evangélicos ou protestantes. No entanto, apesar dessa disputa pelos horários televisivos, curiosamente, o grupo cristão que mais cresceu não é expressivo na Mídia Nacional. Nota do Blog.

João Elias foi caracterizado por sua franqueza, suas mensagens eram conservadoras e contrárias ao movimento Não-conformista que declarava que "a voz do povo é a voz de Deus".

Quando faleceu, um clérigo da Inglaterra escreveu: "Hoje, 15 de junho, foi enterrado o maior pregador no País de Gales, e, talvez, o maior no Reino. Que o Senhor tenha misericórdia de Sua igreja e a favoreça novamente com um ministro como João Elias.". Aproximadamente, 10.000 pessoas compareceram ao seu funeral.

Avivamento Cristão
Avivamento Cristão.
O Avivamento Galês não foi planejado, não foi patrocinado e não foi divulgado pelos crentes, pelo contrário, o impacto espiritual do avivamento foi intenso e atraiu a atenção da mídia que divulgou aquele "estranho" acontecimento.

Esse avivamento foi eficiente em todas as áreas da sociedade e setores da civilização galesa. David Lloyd George (1863-1945), Estadista britânico, Membro do Partido Liberal e Primeiro-Ministro do Reino Unido também foi impactado pelo avivamento conduzido por Evan Roberts, inclusive, declarou que o movimento parecia um terremoto poderoso na vida dos cidadãos e no epicentro estava o Sr. Roberts.

Evan Roberts enfatizava quatro temas:

  1. Confessar todos os pecados conhecidos para receber o perdão através de Jesus Cristo;
  2. Remover da sua vida quaisquer coisas "duvidosas" e "inseguras" à luz da Bíblia;
  3. Obediência imediata ao Espírito Santo;
  4. Confissão pública e aceitação do senhorio de Jesus Cristo.

O Welsh Revival (Avivamento Galês), 1904-1905, foi um avivamento cristão de projeções maravilhosas no País de Gales no século XX. Seus efeitos foram impactantes sobre a população galesa e suas influências alcançaram diversos países na Europa, América do Norte, África e América Latina. Os locais de reuniões cristãs ficaram cheios durante várias décadas. O Avivamento do País de Gales exerceu forte influência sobre o surgimento do Movimento Pentecostal iniciado em 1900 nos Estados Unidos.

Evan Roberts
Evan Roberts.
(1878-1951)
Evan Roberts não era ministro nem pregador ordenado, era apenas um Metodista-Calvinista proclamando a Palavra de Deus. As reuniões eram fundamentadas nas orações, reflexões e testemunhos. Algumas reuniões duravam até 10 horas, terminando com o raiar do sol no dia seguinte.

O país foi totalmente afetado, os salões de músicas e as praças de esportes foram esvaziados. As pessoas estavam desejosas pelos hinos e orações. Esse reavivamento (1904-1906) foi prevalecente a tal ponto que se alguém desejasse pregar o evangelho, poderia quase que não encontrar ninguém que ainda não tivesse sido salvo lá... Witness Lee.

O alcoolismo desapareceu das famílias. Boates, bares e teatros foram fechados por ausência de clientela. A participação político-partidária diminuiu drasticamente. Muitas pessoas foram cativadas para o reino de Deus. Capelas foram preenchidas. Orações e louvores estavam presentes nos lares dos galeses. Nas ruas, muitas pessoas cantavam hinos.

O reavivamento galês foi acompanhado da ascensão do movimento operário, do socialismo e do descontentamento da população com a religiosidade da época, principalmente, entre os jovens. Assim, o Avivamento Galês foi um clímax do inconformismo e da esperança de mudança da vida dos galeses.

O Avivamento no País de Gales foi peculiar. Geralmente os avivamentos saudáveis são fundamentados nas exposições bíblicas e na vida de oração, no entanto, o Avivamento Galês foi praticamente seguido de músicas e busca exagerada por sinais espirituais, o que oportunizou a inclusão de "fermento na boa massa de trigo" e "janelas foram abertas para o engano" - 2ª Coríntios 11:14-15a, NVI: "Isto não é de admirar, pois o próprio Satanás se disfarça de anjo de luz. Portanto, não é surpresa que os seus servos finjam que são servos da justiça.".

Espíritos Enganadores
Espíritos Enganadores.
Muitos pessoas foram beneficiadas pelo mover de Deus durante o Avivamento Galês. A obra do Espírito Santo era evidente e o Senhorio de Cristo estava presente. Todavia, muitos deixaram de discernir os espíritos - I João 4:1a, NVI: "Amados, não creiam em qualquer espírito, mas examinem os espíritos para ver se eles procedem de Deus". Os crentes aceitavam toda manifestação sobrenatural como procedente de Deus e assim o astuto Diabo encontrou brechas espirituais em muitos cristãos e sucedeu a operação do engano.

Evan Roberts sofreu um colapso emocional e ficou em profunda depressão. Desapareceu e ficou recluso durante 20 anos. O colapso nervoso findou sua carreira como líder avivalista.

Enquanto precisava da ajuda dos outros cristãos atuantes no Avivamento Galês, foi acusado de abandonar a condução do avivamento. Seu ministério foi cortado e sua pessoa ficou restrita e escanteada. Nessa difícil fase de sua vida, Evan Roberts começou a exercitar o Ministério de Oração. Orou por seu restabelecimento de saúde e pela intervenção de Deus no avivamento para afugentar o engano de Satanás recebido por muitos crentes como obra do Espírito Santo.

Enquanto exercitava o Ministério de Oração, conheceu e foi acolhido pelo casal Penn-Lewis. A característica desse casal era a espiritualidade cristã, a centralidade de Cristo e a aplicação da cruz no viver humano. Eram pessoas que valorizavam o fruto do Espírito (Gálatas 5:22-25) decorrente do desenvolvimento de uma Vida Interior saudável em Jesus Cristo.

Jessie Penn-Lewis
Jessie Penn-Lewis.
(1851-1927)
Evan Roberts permaneceu com esse casal durante 8 anos. Nesse período, Roberts compartilhou todas as suas experiências do mundo espiritual presenciadas nos avivamentos. Também, recebeu muita ajuda da Sra. Jessie Penn-Lewis.

Jessie Penn-Lewis é conhecida por seu Ministério de Cruz [Lucas 9:23-25, NVIJesus dizia a todos: "Se alguém quiser acompanhar-me, negue-se a si mesmo, tome diariamente a sua cruz e siga-me. Pois quem quiser salvar a sua vida, a perderá; mas quem perder a sua vida por minha causa, este a salvará. Pois que adianta ao homem ganhar o mundo inteiro, e perder-se ou destruir a si mesmo? (...)".]. O ministério de Penn-Lewis influenciou muitos líderes, por exemplo, T. Austin-SparksWatchman Nee e Witness Lee.

Penn-Lewis foi fortemente influenciada pelo reformista sul-africano Andrew Murray (1828-1917). Eles foram muito importantes para a propagação do Movimento da Vida Interior.

Evan Roberts foi aperfeiçoado no seu ministério de oração e no desenvolvimento da vida interior através da Sra. Jessie Penn-Lewis. Depois de muita comunhão e compartilhar de experiências cristãs, juntos produziram o clássico de batalha espiritual "Guerra contra os Santos". Roberts expôs todas as atividades de Satanás constatadas durante o Avivamento Galês que não foi discernida pelos crentes e obreiros cristãos.

Curiosamente, o País de Gales que foi considerado um dos países mais fervorosos no início do século XX, atualmente é caracterizado pela incredulidade, ceticismo e ateísmo.

O livro "Guerra contra os Santos" trouxe um assunto polêmico que não era conversado nos círculos cristãos - O autêntico cristão pode ser enganado? As experiências avivalistas de Evan Roberts somadas com as riquezas espirituais do ministério de Penn-Lewis demonstram que é possível o crente ser enganado, principalmente quando fica passivo diante das manifestações sobrenaturais.

Os escritos da Sra. Penn-Lewis versavam totalmente sobre a morte subjetiva de Cristo. (...). A Sra. Penn-Lewis se associou com o líder do reavivamento do País de Gales, Evan Roberts. (...). A Sra. Penn-Lewis considerava que as práticas do Pentecostalismo ligadas com o poder latente da alma eram relacionadas com os demônios [para Penn-Lewis a manifestação do Espírito Santo é coerente com a Bíblia]. (...). Um dos presbíteros em Taiwan, antes de ser salvo, era um dos maiores especialistas em praticar o poder latente da alma. Enquanto permanecia numa cidade, ele era capaz de, pelo poder latente da alma, visitar outra cidade. Também tinha visões sobrenaturais. Ele nos relatou em detalhes muitas de suas experiências. / William LawAndrew Murray, Sra. Penn-Lewis e T. Austin-Sparks experimentaram o Senhor e se tornaram os mais proeminentes no Movimento da Vida Interior. Witness Lee.

Martinho Lutero
Martinho Lutero.
(1483-1546)
Qualquer ensinamento que não se enquadre nas Escrituras deve ser rejeitado, mesmo que faça chover milagres todos os dias. / É um milagre a maneira pela qual Deus tem preservado Seu livro [Bíblia] durante tanto tempo! Como é bom e glorioso ter a Palavra de Deus! Martinho Lutero
Suas orações foram profundas. Depois dessas orações, ele [Evan Roberts] não se envolveu em qualquer obra cristã pública durante sete ou oito anos. Quando um irmão o encontrou, perguntou: 'O que você tem feito todos esses anos?' Ele respondeu com uma frase curta: 'Eu tenho orado a oração do reino'. Somente a eternidade revelará o valor deste ministério de oração. Watchman Nee.
Antes [de Evan Roberts], ninguém sabia nada sobre a guerra espiritual, de que fala Efésios 6. Watchman Nee.

Evan Roberts não deve ser lembrado apenas como um vaso do Senhor usado para o Avivamento no País de Gales. Não! Deve ser lembrado como um obreiro de Deus que foi curado da depressão e colapso nervoso.

Evan Roberts
Evan Roberts.
(1878-1951)
Deve ser recordado como um servo que foi humilde para a revisão de conceitos e compartilhou preciosas experiências sobre a guerra espiritual e manifestou profunda maturidade para fazer orações elevadas, não pequenas petições ou intercessões, mas uma oração de prevalência e de súplicas pelo Reino de Deus. Oração que buscava colaborar com a manifestação do Reino dos Céus (Apocalipse 20:6).

Qual foi o segredo do seu ministério? Existem várias respostas! Educação cristã, leitura da Bíblia, vida de oração, revisão de posicionamento, arrependimento, desenvolvimento da Vida Interior e devoção.

Faleceu em 1951, com 73 anos, para desfrutar da presença d'Aquele [Jesus Cristo] que é o Autor da Fé, da Vida de Oração, da Vida Interior e de todo genuíno e puro Avivamento.


FONTE:

Livro: Guerra contra os Santos.
Tomo I, Versão Integral.
Série: Alimento Sólido.
Autores: Jessie Penn-Lewis e Evan Roberts.
Editora: Dos Clássicos. (Brasil).
Páginas: 251.

Livro: Guerra contra os Santos.
Tomo II, Versão Integral.
Série: Alimento Sólido.
Autores: Jessie Penn-Lewis e Evan Roberts.
Editora: Dos Clássicos. (Brasil).
Páginas: 210.

Livro: O Poder Latente da Alma.
Série: Alimento Sólido.
Autor: Watchman Nee.
Editora: Dos Clássicos. (Brasil).
Páginas: 168.

BBC Home http://www.bbc.co.uk/wales/southwest/halloffame/public_life/evanroberts.shtml.

Welsh Revival - Evan Roberts http://www.welshrevival.com/lang-en/1904evanroberts.htm.

Agradecimento de Maycon Morgado

AGRADECIMENTO Nº 01, Blog Histórico Interdenominacional: MORGADO, UM CRISTÃO! sob responsabilidade de Maycon Morgado.
"Eu [Jesus] Sou a videira, e vocês são os ramos. Quem está unido Comigo e Eu com ele, esse dá muito fruto porque sem Mim vocês não podem fazer nada.". (João 15:5, NTLH, SBB).
"Ora, vocês são o Corpo de Cristo, e cada um de vocês, individualmente, é membro desse corpo. Assim, na igreja, Deus estabeleceu primeiramente apóstolos; em segundo lugar, profetas; em terceiro lugar, mestres; depois os que realizam milagres, os que têm dons de curar, os que têm dom de prestar ajuda, os que têm dons de administração e os que falam diversas línguas. São todos apóstolos? São todos profetas? São todos mestres? Têm todos dons de curar? Falam todos em línguas? Todos interpretam? / Entretanto, busquem com dedicação os melhores dons. Passo agora a mostrar-lhes um caminho ainda mais excelente.". (1ª Coríntios 12:27-31, NVI, SBI).
"Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três; porém o maior destes é o amor.". (1ª Coríntios 13:13, VRA, SBB).

Maycon Morgado
Maycon Morgado.
Responsável deste Blog.
Estimados amigos, seguidores e simpatizantes, nós estamos findando o temível ano de 2012 que foi divulgado como o "Fim do Mundo", deixando as piadas, confessamos que foi um ano agradável. Amizades foram preservadas, novos laços cultivados e horizontes ampliados, mas algo permanece imutável como alicerce da nossa vida - Jesus Cristo.

Muitas pessoas questionam a data do nascimento de Jesus, particularmente, acreditamos que não foi na data comemorativa do Natal (25/Dez), contudo, o Seu nascimento é um fato inegável.

Hoje, Jesus Cristo é o Espírito que fornece Vida e Salvação Eterna para todos aqueles que reconhecem e aceitam o Seu senhorio, todavia, essa GRAÇA seria:

  1. impossível sem o Ministério Celestial de Cristo;
  2. impossível sem a Entronização de Cristo;
  3. impossível sem a Glorificação de Jesus Cristo;
  4. impossível sem a Ascensão de Jesus;
  5. impossível sem a Ressurreição de Jesus;
  6. impossível sem a Vitória sobre a Morte;
  7. impossível sem a Morte de Jesus;
  8. impossível sem a Crucificação de Jesus;
  9. impossível sem o Ministério Terreno de Jesus;
  10. impossível sem a Sua dedicação como Homem Perfeito;
  11. impossível sem a Sua dedicação perfeita como Filho do Homem;
  12. impossível sem a Sua dedicação perfeita como Filho de Deus;
  13. impossível sem a Sua infância obediente;
  14. impossível sem a Sua encarnação como o Cordeiro de Deus;
  15. impossível sem o Seu NASCIMENTO!

Deus de Milagres
Deus dos impossíveis.
Tudo foi feito para o bom prazer do Pai que foi planejado antes da Fundação do Mundo, para a execução e cumprimento por Jesus Cristo - Salvador, alcançando nossas vidas através do Espírito Santo.

Assim, aproveitemos todas as oportunidades para agradecermos ao nosso Senhor Jesus Cristo por toda a Sua obra, manifestada inicialmente aos homens com o Seu NASCIMENTO.

Por oportuno, manifestamos sinceros agradecimentos para você leitor e apreciador do nosso Blog. Somos juniores, completando 3 meses no dia 26/12/2012, mas nosso foco demonstra maturidade.

Terra
Nosso campo missionário.
Compartilhamos com você, o relatório do nosso blog!

Segundo informações do Google Analytics, as visitas ao blog duram em média 7 minutos, contudo, existiram várias visitas que duraram até 30 minutos.

Os países que mais visitam nossas páginas são o Brasil [meu país] e os Estados Unidos, responsáveis pela metade de todas as visitas que já recebemos.

Também, já recebemos visitas de outros países: Rússia, Alemanha, Índia, Reino Unido, Bulgária, México, França, Portugal, Egito, Polônia, Porto Rico, Irlanda, Israel, Peru, Chile, Argentina, dentre outros.

Você, prezado leitor, é muito importante para nós, por isso externamos nossa alegria por sua vida e rogamos ao Senhor Deus muitas bençãos espirituais sobre você, primeiramente, a Vida Eterna em Cristo, depois os dons do Espírito e principalmente o desenvolvimento da Vida Interior de Deus em seu espírito humano.

Graça e Paz!

Leonard Ravenhill

BIOGRAFIA CRISTÃ Nº 28: Leonard Ravenhill (1907-1994), também conhecido como Pastor Ravenhill, foi um inglês Evangelista; Avivalista; Escritor; Professor; e Especialista em História da Igreja.
"Eu [Jesus] Sou a videira, e vocês são os ramos. Quem está unido Comigo e Eu com ele, esse dá muito fruto porque sem Mim vocês não podem fazer nada." (João 15:5, NTLH, SBB).
"Ora, vocês são o Corpo de Cristo, e cada um de vocês, individualmente, é membro desse corpo. Assim, na igreja, Deus estabeleceu primeiramente apóstolos; em segundo lugar, profetas; em terceiro lugar, mestres; depois os que realizam milagres, os que têm dons de curar, os que têm dom de prestar ajuda, os que têm dons de administração e os que falam diversas línguas. São todos apóstolos? São todos profetas? São todos mestres? Têm todos dons de curar? Falam todos em línguas? Todos interpretam? / Entretanto, busquem com dedicação os melhores dons. Passo agora a mostrar-lhes um caminho ainda mais excelente." (1ª Coríntios 12:27-31, NVI, SBI).
"Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três; porém o maior destes é o amor." (1ª Coríntios 13:13, VRA, SBB).

Leonard Ravenhill
Leonard Ravenhill.
(1907-1994)
Leonard Ravenhill nasceu na cidade de Leeds, no condado de West Yorkshire, na Inglaterra. Sua experiência salvífica em Cristo Jesus sucedeu quando tinha apenas 14 anos de idade.

Sua família cristã vivenciava ritos religiosos, mas faltava a Realidade da Vida de Deus e o Poder do Espírito, até que um dia seu pai foi alcançado pelas pregações do Sr. David Matthews que vivenciou o avivamento no país de Gales e escreveu o clássico "Eu vi o Avivamento Galês".

Bem, meu pai nunca tinha estado em reuniões como aquelas com fervor e alegria. Particularmente, eu me lembro de ver David Matthews quando eu tinha cinco anos de idade. Eu nunca vi alguém pregar daquela forma. (...). / Meu pai tornou-se fervoroso no espírito servindo ao Senhor. Eu nunca o vi abatido nem sugerir a respeito de desistir. Quando ele foi salvo, jogou fora seu interesse no futebol profissional que naturalmente se tornou um estilo [de vida] na Inglaterra. Leonard Ravenhill.
Não tínhamos muito dinheiro pois meu pai era um operário. (...) aos 14 anos ele me levava para uma reunião de meia-noite de oração (...). Eles oravam, e o meu pai, que era uma homem grande, tirava o seu casaco à uma hora da manhã em uma sala que não tinha aquecedor e orava com fervor e lágrimas. / A partir daquele dia, eu reconheci que havia algo muito além do que ser um Cristão padrão. Depois disto,  fui para as classes Metodistas e aos 14 anos estava cheio da alegria do Senhor e, quero dizer, as pessoas falavam como se Deus vivesse com elas o tempo todo, e Ele vivia. Leonard Ravenhill.

Leonard Ravenhill
Leonard Ravenhill.
(1907-1994)
Estudou no Cliff College - Faculdade Teológica Cristã - alcançando ótimo desempenho sobre a História da Igreja com especialização sobre avivamentos cristãos. Durante seus estudos, foi aperfeiçoado pelo professor e diretor da faculdade, Sr. Samuel Chadwick, ministro do evangelho Metodista-Wesleyano.

Ravenhill foi muito influenciado pelo Sr. Samuel Chadwick que sempre alertava: A única preocupação do diabo é impedir os cristãos de alcançarem o território da oração. Satanás não teme estudos bíblicos separados da oração, labor cristão sem oração e vida religiosa distante da oração. Ele até ri da nossa labuta, zomba da nossa sabedoria, mas treme quando oramos.

As reuniões evangelísticas promovidas por Ravenhill, durante a Segunda Guerra Mundial atraiu grandes multidões. Muitos dos convertidos entregaram suas vidas para o ministério cristão e missões estrangeiras.

Leonard Ravenhill
Sra. Martha (esposa) e Leonard Ravenhill.
Leonard conheceu e casou em 1939 com a Sra. Martha, uma enfermeira irlandesa. Da união matrimonial, nasceram três filhos, inclusive, alguns são ministros cristãos. Em 1950, Ravenhill e sua família mudaram para os Estados Unidos. No ano de 1960, promoveu várias reuniões evangelísticas e avivalistas, muitas ocorreram em tendas em vários lugares dos Estados Unidos.

Leonard Ravenhill foi professor em diversos seminários e faculdades, influenciando Keith Green, Ray Comfort, Ravi Zacharias, Tommy Tenney, Steve Hill, Charles Stanley, Bill Gothard, Paul Washer, e David Wilkerson.

Keith Green
Keith Gordon Green.
(1953-1982)
Keith Green foi multi-instrumentista gospel com ministério evangelístico para alcance dos subúrbios americanos. Em 1978, fundou Last Days Ministries - LDM que publicava periódicos com artigos dos pastores Leonard Ravenhill e David Wilkerson, além dos clássicos de Charles Finney, John Wesley, dentre outros.

Ray Comfort nasceu na Nova Zelândia e fixou moradia nos Estados Unidos, escrevendo vários livros e filmes. Também participou de diversos debates televisivos com ateus e evolucionistas.

Ravi Zacharias nasceu na Índia como descendente de sacerdotes hindus e fixou moradia no Canadá. Como cristão exerce funções de evangelista e apologista. Atualmente é professor em Wycliffe Hall e Oxford University, exercendo forte influência na apologética cristã.

Tommy Tenney é um pastor americano atuante no cristianismo pentecostal dos Estados Unidos. É autor de vários livros e alguns são considerados best-seller para o pentecostalismo americano.

Steve Hill nasceu na Turquia e fixou residência nos Estados Unidos. É um evangelista avivalista pentecostal que ficou conhecido no Brownsville Revival sucedido na Assembleia de Deus em Pensacola, Flórida.

Charles Stanley
Charles Frazier Stanley.
(1932 - 80 anos)
Charles Stanley  é pastor da Primeira Igreja Batista na Georgia e fundador do In Toch Ministries (Ministério Toque). Serviu como presidente da Convenção Batista do Sul. Stanley é um pastor evangélico Fundamentalista [teologia de reação contra a Teologia Modernista] e Dispensacionalista [teologia dos Irmãos Unidos].

Bill Gothard é um ministro cristão, orador e escritor. Também é fundador do Institute in Basic Life Principles - IBLP caracterizado pelos ensinos conservadores cristãos.

Paul Washer é fundador e diretor da Missions Coordinator of HeartCry Missionary Society que apoia o trabalho missionário para os indígenas. Também é pregador itinerante dos Batistas do Sul e foi missionário no Peru. Suas pregações são cheias de citações de Thomas Watson, John Flavel, R.C. Sproul, John F. MacArthur, George Müller, John Piper, Jonathan Edwards, George Whitefield, Charles Spurgeon, John Wesley, A.W. Tozer, Martyn Lloyd-Jones e Leonard Ravenhill.

David Wilkerson foi um pregador evangelista e escritor com características Cristocêntricas. Foi fundador do Desafio Jovem e da Times Square Church (Igreja em Times Square) em Nova York.

Leonard Ravenhill foi amigo próximo do pastor A.W. Tozer - importante escritor, editor, evangelista e mentor espiritual - que valorizava a vida de oração e foi muito influenciado pelo Movimento da Vida Interior.

Aiden Wilson Tozer
Aiden Wilson Tozer.
(1897-1963)
Aiden Wilson Tozer declarou que seu amigo Ravenhill abordava nas suas mensagens as disparidades percebidas entre a Igreja descrita no Novo Testamento e a Igreja do seu tempo. Em suas orações sempre clamava por avivamento bíblico.

O débito que o povo de Deus tem para com esses servos d'Ele é tão vultoso que nunca poderá ser pago. O curioso é que ela [Igreja] raramente tenta pagá-lo enquanto eles estão vivos. Ao invés disso, a próxima geração ergue seu sepulcro e escreve sua biografia - como se fosse instintivamente e envergonhadamente quitar uma obrigação que a geração anterior ignorou completamente. / Quem conhece Leonard Ravenhill vê nele um especialista espiritual, um homem enviado por Deus, não para realizar um ministério na obra regular cristã, mas para fazer frente aos falsos profetas, desafiando-os em seu próprio território, para envergonhar os negligentes sacerdotes que oficiam no altar, para enfrentar os profetas enganadores e advertir o povo que está sendo desviado do caminho certo por influência de Satanás e de seus emissários. / Um homem [Leonard Ravenhill] como este não é companheiro fácil. O evangelista profissional que sai correndo do culto assim que termina e vai para um restaurante luxuoso contar piadinhas com os amigos, talvez considere Leonard Ravenhill uma presença incômoda. Ele insiste em ser cristão o tempo todo e em toda parte, o que o caracteriza como diferente. Ele não silencia a voz do Espírito Santo em seu coração, como quem fecha uma torneira. / Quando se trata de Leonard Ravenhill é impossível ter uma posição indiferente. Os religiosos são divididos em dois grupos: aqueles que o amam e admiram profundamente, e aqueles que o detestam. O mesmo sucede com os seus livros. / Hoje, precisamos de homens com tais espadas de fogo como Ravenhill! Eles ficam doentes e angustiados quando vêem os filhos dos Céus agindo como os filhos da Terra. Para homens como estes, a Igreja tem uma dívida muito pesada para pagar. A.W. Tozer.  

Paul Washer
Paul David Washer.
(1961 - 51 anos)
Fui apresentado ao Sr. Leonard Ravenhill no início de minha peregrinação cristã e o impacto do seu testemunho permanece na minha vida até hoje. Ele viveu habitando na sombra do Todo-Poderoso e pregava como um enviado de Deus. Ele sabia que a presença de Deus usava seu manto e deu a ele os Seus fardos, por isso ele falava a Sua verdade. Ele era o mais raro dos commodities [substâncias extraídas da terra que mantém um preço universal] no seus dias e no nosso tempo - Ravenhill, um homem de Deus! Paul Washer

Leonard Ravenhill foi um dos poucos homens que eu já conheci, que era um verdadeiro profeta. David Wilkerson.

Meu pai viveu diariamente na Luz da Eternidade, sempre procurando agradar Aquele que o alistou como um bom soldado de Jesus Cristo. Não estava apenas no púlpito, mas permanecia diante de Deus. Ele era um homem de oração. A oração era a sua vida e sua pregação refletia suas constantes orações e longos momentos de comunhão somente com Deus. David Ravenhill.


Leonard Ravenhill
Leonard Ravenhill.
(1907-1994)
SUAS PALAVRAS:

Hoje precisamos de um reavivamento de vida santa. Por que temos que pendurar um sinal fora dos nossos locais de reunião [igrejas] para anunciar que somos Fundamentais e Bíblicos? / O maior avivamento que varreu a América não foi encenado. Não foi anunciado. Não foi financeiramente apoiado. Não tinha estrelas de cinema e ex-jogadores de futebol. Não! O maior avivamento ocorreu em uma reunião normal, quando Jonathan Edwards pregou seu sermão "Pecadores nas mãos de um Deus irado". Não havia ninguém anunciando, nem foi projetada.
De acordo com o famoso poeta norte-americano, Oliver Wendell Holmes, a mente do homem, uma vez 'esticada' através de uma nova ideia, nunca mais consegue voltar às suas dimensões originais. O que diríamos, então, da alma que ouviu o sussurro da Voz Eterna? 'As palavras que eu vos tenho dito são espírito e são vida' (Jo 6:63). / O segredo da oração é orar em secreto. Livros sobre oração são excelentes, mas são insuficientes. Livros sobre cozinhar podem ser muito bons, porém se tornam inúteis se não houver alimentos para se fazer algo prático; assim também é a oração. Pode-se ler uma biblioteca de livros sobre oração e não obter, como resultado, nenhum poder para orar. Precisamos aprender a orar, e para isso, é preciso orar. / Enquanto estiver sentado numa cadeira, pode-se ler o melhor livro do mundo sobre saúde física e, ao mesmo tempo, ir definhando cada vez mais. Igualmente, podemos ler sobre oração, admirar a perseverança de Moisés, ficar espantados diante das lágrimas e dos gemidos do profeta Jeremias - e ainda não estar prontos, nem para o bê-á-bá da oração intercessória. Como uma bala de rifle que nunca foi usada jamais apanhará uma presa, tampouco o coração que ora sem carga do Espírito conseguirá em tempo algum alcançar resultados. / 'Em nome de Deus, eu vos suplico, que a oração alimente vossa alma tal qual a refeição refaz seu corpo!', dizia o fiel Fenelon. Henry Martyn, certa vez, afirmou o seguinte: 'Meu atual estado de morte espiritual pode ser atribuído à falta de tempo e tranquilidade suficientes para minhas devoções particulares. Oh, que eu fosse um homem de oração!' Um escritor de tempos passados declarou: 'Grande parte da nossa oração é como o moleque que aperta a campainha da casa, mas corre antes de se abrir a porta'. Disso podemos estar certos: A área de recursos divinos menos explorada até agora é o lugar [território] da oração.
Se John Knox tivesse orado: 'Dá-me sucesso!', nunca mais teríamos ouvido falar dele. Porém, ele fez uma oração expurgada de desejos pessoais: 'Dá-me a Escócia, senão eu morro!', e assim marcou as páginas da história. Se David Livingstone tivesse orado para conseguir abrir o continente africano, como prova de seu espírito indomável e habilidade com o sextante, sua oração teria morrido com o vento da floresta; porém, sua oração foi: 'Senhor, quando será curada a ferida do pecado deste mundo?' Livingstone vivia em oração e, literalmente, morreu de joelhos, em oração.
Leonard Ravenhill
Leonard Ravenhill.
(1907-1994)
Todo o tempo eu tentei me alimentar espiritualmente, recolhi livros e tenho uma prateleira de livros sobre oração e uma pilha inteira de livros sobre Avivamentos Históricos que nós não temos mais. / Que eu saiba, a América não vivenciou um avivamento nos últimos 70 anos. Quero dizer, aquele avivamento que faz com que as pessoas fechem as lojas, cheguem em suas casas e queiram voltar para as reuniões cristãs [cultos]. Mas, não para reuniões que começam 19h e findam quando chega 20h, pelo contrário, chegam para reuniões que começam 19h até 24h, até que o Espírito Santo seja desfrutado. / Eu acho que, muitas vezes oramos para o Espírito vir, mas qual é a motivação, o que queremos d'Ele? Apenas aumentar nossa membresia? Apenas para livrar nossos filhos do Diabo? Quero dizer, será que somos zelosos pela Glória de Deus? Para mim, o avivamento é apenas para a Glória de Deus. Avivamento é uma invasão de Deus pelo Espírito. Se os Estados Unidos não vivenciarem um avivamento nos próximos 10 anos, será horrível viver neste país. / O crime está descontrolado, a imoralidade é abundante. Herpes, AIDS, todo o tipo de coisa diabólica está prosperando. Sem mencionar as seitas multimilionárias. É imprescindível que tenhamos um avivamento [invasão de Deus pelo Espírito].


Túmulo Leonard Ravenhill
Lápide de Leonard Ravenhill.
Inscrição no topo: "Carregado por Anjos".
Inscrição na base: "As coisas pelas quais você tem vivido valem a morte de Cristo?"

Leonard Ravenhill faleceu em Novembro de 1994. Seu ministério foi caracterizado pelo Poder do Espírito Santo decorrente do desenvolvimento da Vida Interior em Cristo no crente.


Leonard Ravenhill
Leonard Ravenhill.
(1907-1994)

 SUAS FRASES:


Não existia espaço para Ele na estalagem. Ele cresceu e não tinha lugar na sua família. Seus irmãos não creram n'Ele. Ele foi ao Templo, mas não tinha nenhuma sala para Ele. O Templo foi contra Ele. Quando Ele morreu não tinha espaço para o enterro. Morreu fora da cidade! Pois bem, por que, em nome de Deus, você espera ser aceito em toda a parte? O mundo não tolerou o Homem Santíssimo que já viveu, por que suportará a você e a mim? Será que estamos comprometidos? Será que não temos estatura espiritual? Será que nossa retidão não reflete sobre a corrupção deles?
Será que um marinheiro ficaria parado se ouvisse o clamor de um náufrago? Será que um médico permaneceria sentado comodamente, deixando seus pacientes morrerem? Será que um bombeiro, ao saber que alguém está perecendo no fogo, ficaria parado e não iria prestar-lhe socorro? E você, por que fica descansando na presença de Deus vendo o mundo ao seu redor ser condenado?
Homens dão conselhos; Deus dá orientações.
Todo mundo reconhece que Estevão era cheio do Espírito quando estava realizando maravilhas. Contudo, ele era igualmente cheio do Espírito quando estava sendo apedrejado até a morte.
Você pode ter todas as suas doutrinas de forma correta, muito embora ainda não tenha a presença de Deus.
Sua doutrina pode ser tão reta como uma arma - e tal qual vazia!
Vulcão
A oração em intimidade pessoal com o Senhor é como o agitar das brasas ardentes nas entranhas da terra sob o cone de um vulcão ainda inativo. Apesar de parecer eternamente inativo, cedo ou tarde haverá uma explosão.
Se somos fracos na oração, nós somos fracos em toda a parte.
A única razão pela qual não temos avivamento é porque estamos dispostos a viver sem ele!
Entretenimento
Como você quer derrubar as fortalezas de Satanás, se você não tem nem a força para desligar a TV?
O praticante de pecados deixa de orar, um homem de oração deixa de pecar [mesmo sendo pecador].
Existem apenas dois tipos de pessoas: os mortos em pecado e os mortos para o pecado.
Para fazer oposição para esta geração desejosa do pecado, só uma igreja ardente em oração.
Se Jesus pregasse a mesma mensagem que os pastores de hoje pregam, Ele nunca teria sido crucificado.
púlpito
Nenhum homem é maior do que sua vida de oração. O pastor que não está orando, está brincando. As pessoas que não estão orando estão enfraquecendo e caindo. O púlpito pode ser uma vitrine para mostrar os talentos de uma pessoa; já o quarto de oração não permite nenhum exibicionismo.
Muitos pastores me criticam por ter tomado o Evangelho com seriedade. Mas será que realmente pensam que no Dia do Julgamento, Cristo vai castigar-me, dizendo 'Leonard, você me levou muito a sério'?
A Igreja costumava ser um barco resgatando os que perecem. Agora, ela é um cruzeiro recrutando o promissor [próspero].
Quando existe algo na Bíblia que os cristãos não gostam, eles o chamam de 'legalismo'.
pentecostalismo
Que bem faz falar em línguas no domingo, se você esteve usando sua língua durante a semana para amaldiçoar e fofocar?
A questão não é se você foi desafiado. A questão é: 'você foi transformado'?
A minha maior ambição na vida é estar na lista dos mais procurados do Diabo.
Um verdadeiro pastor não indica apenas o caminho, mas conduz ao caminho.
Um evangelista popular atinge suas emoções. Um verdadeiro profeta alcança sua consciência.
A baixa moralidade prevalecente hoje em dia, bem como as tentativas das diversas seitas e cultos de dominar o mundo, deveria deixar-nos alarmados.




FONTE:

Livro: Por que tarda o pleno Avivamento?
Autor: Leonard Ravenhill.
Editora: Betânia. (Brasil).
Páginas: 160.

Vídeos no You Tube.

http://www.ravenhill.org/.


Witness Lee

BIOGRAFIA CRISTÃ Nº 27: Li Changshou (1905-1997), mais conhecido no Ocidente como Witness Lee, foi um chinês Editor; Escritor; Erudito; Conferencista; Biblicista; Eclesiologista; Localista; MonergistaDispensacionalista; Mestre Adenominacional; Líder Restauracionista; e Pioneiro do Movimento Restauração do Senhor nas Américas. Frequentou reuniões com os Batistas, foi aperfeiçoado pelo movimento "Irmãos Unidos" e experienciou durante alguns anos o "Pentecostalismo". Seu legado cristão ficou mais conhecido através da "Restauração do Senhor" e na fundação da editora Living Stream Ministry - LSM que atualmente publica as suas obras e as de Watchman Nee.
"Eu [Jesus] Sou a videira, e vocês são os ramos. Quem está unido Comigo e Eu com ele, esse dá muito fruto porque sem Mim vocês não podem fazer nada." (João 15:5, NTLH, SBB).
"Ora, vocês são o Corpo de Cristo, e cada um de vocês, individualmente, é membro desse corpo. Assim, na igreja, Deus estabeleceu primeiramente apóstolos; em segundo lugar, profetas; em terceiro lugar, mestres; depois os que realizam milagres, os que têm dons de curar, os que têm dom de prestar ajuda, os que têm dons de administração e os que falam diversas línguas. São todos apóstolos? São todos profetas? São todos mestres? Têm todos dons de curar? Falam todos em línguas? Todos interpretam? / Entretanto, busquem com dedicação os melhores dons. Passo agora a mostrar-lhes um caminho ainda mais excelente." (1ª Coríntios 12:27-31, NVI, SBI).
"Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três; porém o maior destes é o amor." (1ª Coríntios 13:13, VRA, SBB).

Witness Lee
Witness Lee.
(1905-1997)
Li Changshou nasceu no ano de 1905 em Chefoo, uma cidade do norte da Província de Shandong, na China.

Quando o cristianismo chegou à China séculos atrás, apenas uma tradução pobre dos quatro evangelhos estava disponível. Coitados dos chineses! / O avô materno de minha mãe foi um Batista do Sul, que acabou levando-a ao cristianismo. Ela estudou na escola da Missão Americana Batista do Sul e, quando era adolescente, foi batizada na Igreja Batista do Sul, em 1885. Eu nasci em 1905. Ela levou-me a ter contato com sua Igreja Batista em Chefoo. Estudei numa escola primária chinesa Batista do Sul e na faculdade da missão inglesa operada pelos Presbiterianos americanos em Chefoo. / Depois de uma grande demora de minha parte, no segundo dia do ano novo chinês em 1925, decidi, de manhã bem cedo, frequentar os cultos da Igreja Independente Chinesa. Depois de dois meses e meio, eles batizaram-me por aspersão, tomando-me como membro. Mas apenas algum tempo depois é que, na verdade, fui salvo e voltei-me ao Senhor pela pregação da irmã Peace Wang. / Logo fui levado a frequentar a Assembleia dos Irmãos Unidos [facção de Benjamin Newton] em nossa cidade. A maneira como eles explicavam a Bíblia e ensinavam as verdades bíblicas atraíam-me muito. Desde o ano em que fui salvo, frequentei assiduamente suas reuniões por sete anos. Witness Lee.

Peace Wang, também conhecida como Peizhen Wang, nasceu em Abril de 1899 na cidade de Xiuning, na província de Anhui. Seu nome significa: "a que conduz a verdade". Ela aceitou a fé cristã em 1918 e sua família ascendente era importante no contexto chinês. Seu avô assumiu elevados postos oficiais no Governo Imperial Qing, servindo como comandante, chefe provincial, comissário imperial, superintendente do Arsenal Nacional de Hanyang em Hubei e ministro imperial. Seu pai se formou na Academia Militar de Cadetes japonesa e foi professor na Academia Militar de Baoding. Peace Wang recebeu ótima educação escolar e aprendeu tarefas domésticas, pois sua madrasta queria que ela fosse uma mulher refinada. Posteriormente, enfrentando resistências, estudou na Faculdade Teológica para Mulheres de Naijing.

Dora Yu
Dora Yu.
(1873-1931)
Dora Yu exerceu forte influência sobre Peace Wang. O testemunho e a história de salvação e consagração de Peace agitaram toda a cidade de Chefoo. Muitos jovens intelectuais de famílias cristãs compareceram para ouvir as suas pregações. Entre os curiosos, havia um jovem de baixa estatura chamado Li Changshou - mais tarde chamado de Witness Lee - que experimentou uma poderosa renovação espiritual pela pregação de Wang. Como Watchman Nee, ele também consagrou sua vida para servir ao Senhor imediatamente após a reunião.

Também gostaria de ter comunhão a respeito da leitura de biografias espirituais. As melhores biografias cristãs são aquelas a respeito de pessoas como Hudson TaylorGeorge MüllerD.L. Moody e Charles Spurgeon. Todas essas biografias são proveitosas em muitos aspectos concernentes à vida cristã individual. São muito úteis até certo ponto, e eu pessoalmente ganhei bastante com elas. Li a maioria delas na juventude.  Witness Lee.

Witness Lee
Witness Lee.
(1905-1997)
Nasci no cristianismo e desde a infância ouvi acerca de Cristo. Entretanto, só fui salvo com dezenove anos. Sabia sobre Jesus e era a favor do cristianismo, mas não fui salvo antes de o Filho de Deus ser revelado em mim. Um dia, quando eu tinha dezenove anos, Deus brilhou no meu interior e recebi revelação do Senhor Jesus. Naquele instante comecei a ter contato direto, pessoal com Ele e a conhecê-Lo como uma Pessoa viva [não contato exterior e físico, mas desfrute interior]. Eu O toquei e fui tocado por Ele [Jesus]. Entre Ele e mim havia comunicação viva, contato vivo. Todos precisamos ter contato direto, pessoal e vivo com a Pessoa viva do Filho de Deus. / Ore para que você tenha tal visão da Pessoa viva do Filho de Deus. Ore também para que outros tenham essa visão. Ore para que vejam essa Pessoa viva e se importem com Ele [Jesus] (...). Precisamos orar para nos importar com essa Pessoa viva mais do que com qualquer outra coisa, até mesmo mais do que com a Vida da Igreja. Sem tal Pessoa viva como realidade e conteúdo da vida da igreja, até mesmo a vida da igreja se tornará uma tradição. Como é vital que vejamos essa Pessoa viva [Jesus]! / Embora tenhamos um bom conhecimento da doutrina bíblica, nosso encargo não é ministrar doutrinas; é ministrar o Filho vivo de Deus... Witness Lee.
Witness Lee
Witness Lee.
(1905-1997)
Deixem-me contar-lhes algo da minha história. Nasci no cristianismo organizado. Depois de ser salvo passei a amar a Bíblia. Em meus anos com os Irmãos Unidos adquiri um conhecimento bíblico considerável. / Por sete anos e meio reuni-me com uma assembleia muito rigorosa dos Irmãos Unidos. Nessa época ouvi muitas mensagens sobre os livros de Daniel e Apocalipse. (...). Sendo jovem zeloso por conhecimento, eu até ficava satisfeito com esse tipo de ensinamento. / Então em 1936, junto com outros, comecei a procurar as chamadas experiências Pentecostais, particularmente o falar em línguas. Por certo tempo fui ousado e categórico nessa questão. Entretanto, vim a perceber que nada se compara à experiência da Vida Interior na igreja, e desisti do meu envolvimento com as coisas Pentecostais. / Mais tarde encontrei o irmão Nee [Watchman Nee], alguém que conhecia tanto a Vida Interior como a igreja. Ele me ajudou a experimentar a Vida Interior e também a Vida da Igreja. / A experiência e a expressão podem ser diferentes, mas todos somos iguais no que diz respeito a receber o Espírito. Não importa como fomos levados ao Senhor, todos recebemos o Espírito como a benção do evangelho mediante o ouvir da fé. Witness Lee.


WATCHMAN NEE E WITNESS LEE
Watchman Nee e Witness Lee
Watchman Nee (1903-1972) e Witness Lee (1905-1997).

Enquanto buscava conhecer a Bíblia em sua completude, apareceu em sua cidade um periódico cristão chamado "A Estrela da Manhã".

Nesse periódico, Watchman Nee publicava diversos artigos sobre as verdades bíblicas. Assim, Witness Lee ficou cativado pelos escritos de Watchman.

Posteriormente, Witness Lee assinou a revista "O Cristão" de propriedade e responsabilidade de Watchman Nee. Nessa circunstância, eles começaram a dialogar através de correspondências. O primeiro contato pessoal ocorreu em 1932.

Quando Witness contatou pessoalmente Watchman Nee, o movimento Pentecostal estava muito forte no norte da China, nas reuniões as pessoas pulavam, davam gargalhadas e gritavam. Nesse período Witness Lee estava envolvido com o Pentecostalismo, no entanto, depois de diversas conversas com Nee, começou a desfrutar da manifestação da Vida Interior, deixando as manifestações exteriores do Pentecostalismo.

Assim, começou uma amizade que duraria 40 (quarenta) anos. Uma tarde, enquanto estava estudando, ele [Watchman Nee] veio ao meu quarto e jogou duas coleções de livros usados sobre a minha cama. Ele disse: 'Eis aqui alguns livros para você' e saiu imediatamente. Uma das coleções de livros eram os cinco volumes de Estudos Sobre a Palavra de Deus (Synopsis of the Books of the Bible), de John Nelson Darby; e a outra coleção eram os quatro volumes do New Testament for English Readers, de Henry Alford. Percebi que seu propósito ao dar-me aquelas duas coleções de livros era aperfeiçoar-me no conhecimento da Palavra de Deus. / Ele [Watchman Nee] adquiriu uma coleção de mais de três mil dos melhores livros cristãos, que incluíam livros sobre a história da igreja, biografias e autobiografias de cristãos proeminentes e as mensagens centrais e comentários de escritores espirituais. Aos vinte e três anos, seu quarto estava quase totalmente cheio de livros. Havia livros no chão e uma fileira de livros de cada lado de sua cama, deixando apenas um espaço estreito no meio para deitar-se.  Witness Lee.
Witness Lee
Witness Lee.
(1905-1997)
Quando era jovem, lia livros sobre como ser vitorioso e santo e como orar. Por fim percebi que a maneira de ser vitorioso, santo e ter uma vida adequada de oração é estar no espírito [no espírito humano aonde o Espírito Santo habita nos regenerados]. (...). Não há necessidade de procurar métodos. Temos o único método: estar no espírito. A maneira adequada de ler a Bíblia é lê-la no espírito. A maneira de vencer o pecado, de lidar com nosso temperamento e derrotar Satanás é estar no espírito. Andar pelo Espírito é ter nossa vida diária em nosso espírito. / ... o Senhor nos mostrou que Ele não deseja que simplesmente vivamos em Sua presença, e, sim, que vivamos Cristo sendo um só espírito com o Senhor - 1ª Coríntios 6:17: 'Mas aquele que se une ao Senhor é um espírito com Ele.'. Muitos anos atrás recebi muita ajuda do conhecido livro do Irmão Lawrence, A Prática da Presença de Deus. Quando jovem, eu amava muito esse livro. Witness Lee.

Witness Lee
Witness Lee.
(1905-1997)
Sempre que relembro meu passado, adoro ao Senhor. Ao ponderar sobre minha juventude, às vezes choro perante Ele. Como Lhe agradeço por me ter feito nascer exatamente na época e no lugar certo, há mais de setenta e quatro anos num vilarejo na China... / Como sou-Lhe grato por ter feito que eu fosse concebido no ventre de uma pessoa que estava no cristianismo, embora não fosse salva na época. Dessa maneira Ele [Deus] fez que eu nascesse no cristianismo, começando Seu chamamento separando-me desde o ventre materno. Um dia, em 1925, Seu chamamento foi cumprido plenamente quando cri no Senhor Jesus. Witness Lee.
Witness Lee
Witness Lee.
(1905-1997)
Depois de nos mudarmos para Taiwan e começarmos a trabalhar lá, enfatizei para os santos [crentes] que, segundo nossa experiência na China continental, seria melhor (...) simplesmente pregar o evangelho aos incrédulos. Por anos pregamos o evangelho intrepidamente, inundando as cidades com folhetos e cartazes. Após seis anos, nosso número cresceu de menos de quinhentos [500] para mais de vinte mil [20.000]. Witness Lee.

O Ministério Restauracionista liderado por Witness Lee conquistou todos os continentes. Saiu de Taiwan e alcançou a Malásia, Indonésia, Manila, Japão, Coréia do Sul, Estados Unidos, México, Canadá, Nova Zelândia, Austrália, Rússia, Alemanha, Nigéria, Gana e Brasil.

O seu ministério continuou crescendo, mesmo depois de sua morte. Atualmente, milhões de pessoas em todo o mundo partilham das mesmas convicções de Witness Lee, principalmente, sobre os posicionamentos da Vida Interior e do Desfrute de Cristo. Milhares de cristãos seguem os princípios Restauracionistas acerca do Cristianismo e da Vida da Igreja. Seus escritos influenciam milhares de grupos livres não denominacionais e muitos líderes denominacionais em todo o mundo.

Revolta dos Boxers
Levante dos Boxers (1899-1900).
Também conhecido como Revolta ou Guerra dos Boxers.
Durante a Rebelião dos Boxers na China centenas de cristãos foram martirizados. Um dia em Pequim, a antiga capital da China, os boxers estavam marchando na rua. Sentada na traseira de uma carroça estava uma jovem cristã sendo levada para ser executada. Estava rodeada pelo executores com espadas nas mãos. A atmosfera era aterradora, cheia dos gritos dos boxers. Entretanto, a face dela brilhava, enquanto cantava hinos de louvor ao Senhor. As lojas estavam fechadas por causa do tumulto. Contudo um jovem observava a cena através de uma fenda na frente de uma loja. Profundamente impressionado com a face brilhante da jovem, sua felicidade e seus hinos de louvor, ele decidiu nesse momento que iria descobrir a verdade sobre a fé cristã. Mais tarde ele de fato conheceu a verdade e tornou-se cristão. Por fim desistiu do seu negócio e tornou-se pregador. Um dia, quando visitava a cidade onde eu morava, contou-me a história de como se tornara cristão. / Experimentei essa benção do Espírito quando fui aprisionado pelo exército invasor japonês na Segunda Guerra Mundial. Diariamente, por trinta dias, fui submetido a provas e torturado. Contudo, em meio ao meu sofrimento, tinha um doce desfrute do Senhor. Como eu desfrutava a benção do Espírito! O Senhor era tão real e próximo. / Como pode haver paz entre as nações quando seus representantes mentem e fazem jogo político? Na igreja, a embaixada terrena do reino celestial, não deve haver política. /  ...a liderança na igreja não é organizacional nem perpétua, e, sim, espiritual, e muda conforme a condição espiritual dos líderes. / Após a Segunda Guerra Mundial, meu desejo era permanecer no norte da China. Entretanto, foi necessário que me mudasse primeiro para o sul, e depois para Taiwan. Embora minha intenção fosse ir para o norte, o Senhor me guiou para o sul. Mais tarde fui guiado pelo Espírito a vir para os Estados Unidos e permanecer aqui. Andar pelo Espírito dessa forma foi para mim uma verdadeira experiência do segundo tipo de andar [stoichéo], o andar para atingir o alvo de Deus. Witness Lee.

Quando Witness Lee ficou presou sob as torturas do exército invasor japonês, foi forçado a negar o evangelho de Jesus Cristo e deixar de ministrar pregações. Quando ele disse que continuaria a servir ao Senhor Jesus, os soldados retiraram sua comida e a água e disseram que quando ele sentisse fome e sede que pedisse ao seu Deus. Naquela situação horrível de torturas físicas, fome e sede, Witness Lee disse com todas as suas forças: "Óh! Senhor Jesus!". Essa experiência marcou profundamente sua vida, inclusive, alavancou suas pregações sobre "O Invocar o Nome do Senhor Jesus". Ele costumava dizer que naquela situação, invocar o Senhor trouxe gozo ao seu espírito humano e alívio aos sofrimentos físicos.




Witness Lee
Witness Lee.
(1905-1997)
SUAS PALAVRAS

Antes de ter uma visão da Pessoa viva [Jesus], eu guardava muitas tradições. Um dia, porém, aprouve a Deus revelar Seu Filho em mim. Agora sei que essa Pessoa viva é a corporificação do Deus Triúno (...). Em meu espírito eu O desfruto, experimento, participo de Sua riquezas e O vivencio. Ser um cristão é ser ocupado com a Pessoa viva [Jesus], e não com religião. (...). Não quero nada relacionado com a religião, quero essa Pessoa viva. Qual você escolhe: a religião do homem ou a Pessoa viva do Filho de Deus? / Como diabo, o inimigo de Deus está envolvido com pecados, e, como Satanás, com o século mau [sistema  mundano], maligno. (...). Você consegue vencê-lo? Ele é sutil, escondendo-se sorrateiramente por trás dos pecados e do século maligno [sistema mundano]. Fora da crucificação de Cristo não há como lidar com pecados, atrás dos quais está oculto o diabo, nem com o século maligno [sistema mundano], atrás do qual se esconde Satanás. Cristo foi crucificado pelos nossos pecados para livrar-nos deste século maligno [sistema mundano]. Isso indica que somente Cristo pode salvar-nos do diabo e Satanás. Witness Lee.
Como cristãos, devemos ser conhecidos por invocar o nome do Senhor Jesus. Sabemos que essa era a marca dos cristãos no primeiro século, pois Saulo de Tarso recebeu autorização dos principais sacerdotes para prender todos os que invocavam o nome do Senhor. Invocar o nome do Senhor Jesus deve ser também uma marca dos cristãos hoje. / Contudo, muitas pessoas instruídas não se importam com tal prática simples, preferindo, em vez disso, fazer coisas muito mais complicadas. Alguns até mesmo nos criticam e difamam porque invocamos o nome do Senhor Jesus. Para eles, essa prática é uma forma de ladainha. Invocar o nome do Senhor não tem nada de ladainha; é uma prática totalmente de acordo com a Bíblia. Como precisamos invocar o Senhor Jesus para desfrutá-Lo como nossa graça e ter os dois tipos de andar [peripatéo e stoichéo] pelo Espírito! Eu os encorajo a respirar espiritualmente invocando o Senhor Jesus. Invocando o Senhor, nós O desfrutamos. Andemos, então, pelo Espírito no desfrute de Cristo no nosso espírito [humano]. Witness Lee.
Mestre Confúcio
Mestre Confúcio.
(551-479 a.C.).
Quando jovem, ouvi certa vez um missionário dizer que os ensinamentos da Bíblia e os de Confúcio são os mesmos. Disse-nos que Confúcio ensina honrar nossos pais, e a Bíblia também. Então encorajou-nos a aceitar o cristianismo, já que seus ensinamentos são os mesmos de Confúcio. Quando ouvi isso, disse comigo mesmo: 'Se isso for verdade, por que devemos aceitar o cristianismo quando já temos os ensinamentos de Confúcio e os da Bíblia são os mesmos! / Alguns filósofos antigos, como Confúcio, escreveram alguns textos considerados importantes. Contudo, não há comparações entre o melhor desses textos e os escritos por Paulo. Como alguém familiarizado com as obras de Confúcio, posso testificar que comparar seus escritos com as Epístolas de Paulo é como comparar barro com ouro. / Os ensinamentos éticos de Confúcio podem aperfeiçoar o comportamento das pessoas, mas não conseguem reconstituir ninguém. Mas quando nosso alvo é o Deus Triúno e andamos pelo Espírito todo-inclusivo que dá vida [Todo-inclusivo = Obra Completa de Jesus Cristo + Vontade Eterna de Deus-Pai + ministração através do e no Espírito Santo], esse Espírito dispensa-nos o elemento divino e reconstitui-nos d'Ele. / Há grande diferença entre ter um viver de criatura de Deus e de filho de Deus. Por exemplo, tanto a Bíblia como Confúcio ensinam a submissão. Mas o ensinamento de Confúcio sobre a submissão é meramente ético. O ensinamento da Bíblia sobre submissão está relacionado com o nosso viver como filhos de Deus. O ensinamento a respeito da submissão encontrado nos escritos clássicos de Confúcio ajuda-nos somente a viver como criaturas de Deus; nada tem a ver com viver como filhos de Deus. Não importa até que ponto um chinês consiga praticar a submissão de acordo com os ensinamentos de Confúcio; ele ainda viverá como criatura de Deus, e não como filho de Deus. / Em um de seus escritos, chamado 'O Aprendizado Mais Elevado', Confúcio fala de desenvolver e cultivar a 'brilhante virtude'. Para ele, o ponto mais elevado na ética era cultivar essa virtude. Entretanto, não importa o quanto consigamos desenvolvê-la segundo os ensinamentos de Confúcio, ainda somos criaturas de Deus. / O que Confúcio chamou de 'brilhante virtude' é na verdade a consciência. Assim, desenvolver a 'brilhante virtude' é desenvolver a consciência. Mas mesmo que alguém desenvolva a consciência até atingir altíssimo nível, ainda será mera criatura de Deus, pois não tem a vida divina. Mas nós, que cremos em Cristo, temos a vida e a natureza divinas. Agora que somos filhos de Deus, nosso alvo não deve ser apenas desenvolver nossa 'brilhante virtude'; fazer isso é apenas aperfeiçoar o viver como criaturas de Deus. Em vez de nos ensinar a aperfeiçoar o viver como criaturas, a Bíblia nos exorta a viver como filhos de Deus. Witness Lee.

Witness Lee
Igreja em Taipei.
Esquerda. Witness Lee.
Direita: Austin-Sparks.
T. Austin-Sparks era um jovem cooperador de Jesse Penn-Lewis. Como tal, ele era um pastor moderno. Ele ouviu a pregação dela e foi salvo, e a seguir tornou-se seu aprendiz. Nos últimos dois séculos, nenhum escrito sobre a Vida Interior jamais atingiu nível tão elevado como os de Austin-Sparks. Embora seja honesto em dizer isso, na época eu não concordava totalmente com ele sobre a Vida da Igreja. (...). Embora não concordássemos um com o outro, admito que seus escritos sobre Vida Interior eram excelentes. Witness Lee.
O cristianismo está na Terra há quase dois mil anos. Milhões foram salvos e milhares tornaram-se gigantes servindo o Senhor, incluindo John Wycliffe, os Reformadores entre os quais estavam Martinho LuteroMadame GuyonPadre Fenolon, irmão LawrenceZinzendorfJohn e Charles WesleyGeorge WhitefieldJonathan Edwards e os mestres dos Irmãos Unidos, entre os quais estavam J.N. DarbyWilliam Kelly e C.H. Mackintosh. Os Irmãos Unidos foram especialmente poderosos. Eles quase saturaram toda a terra com as verdades que haviam visto na Palavra. Então houve Charles SpurgeonG. Campbell MorganS.D. GordonA.J. GordonAndrew MurrayCharles FinneyD.L. MoodyA.B. SimpsonWatchman Nee e hoje há Billy Graham. / Depois de Andrew Murray, o Senhor levantou Jesse Penn-Lewis, que recebeu ajuda de Andrew Murray. Os escritos da Sra. Penn-Lewis versavam totalmente sobre a morte subjetiva de Cristo. (...). A Sra. Penn-Lewis se associou com o líder do reavivamento do País de Gales, Evan Roberts. Esse reavivamento (1904-1906) foi prevalecente a tal ponto que se alguém desejasse pregar o evangelho, poderia quase que não encontrar ninguém que ainda não tivesse sido salvo lá. (...). A Sra. Penn-Lewis considerava que as práticas do Pentecostalismo ligadas com o Poder Latente da Alma eram relacionadas com os demônios. (...). Um dos presbíteros em Taiwan, antes de ser salvo, era um dos maiores especialistas em praticar o Poder Latente da Alma. Enquanto permanecia numa cidade, ele era capaz de, pelo Poder Latente da Alma, visitar outra cidade. Também tinha visões sobrenaturais. Ele nos relatou em detalhes muitas de suas experiências. / William Law, Andrew Murray, Sra. Penn-Lewis e T. Austin-Sparks experimentaram o Senhor e se tornaram os mais proeminentes no movimento da Vida Interior. Muitos mestres entre os Irmãos Unidos, tais como John Nelson Darby, C.H. Mackintosh e William Kelly, produziram escritos não só cheios de conhecimento, mas também de poder e vida. Ninguém pode negar isso. Há apenas cento e trinta anos, por volta de 1850, o movimento dos Irmãos Unidos tornou-se muito prevalecente por toda a Europa e atingiu a América Central. D.M Panton disse que o movimento dos Irmãos Unidos foi muito mais forte do que a Reforma. A única diferença foi que a Reforma propagou-se muito, enquanto o movimento dos Irmãos Unidos procurava ocultar-se. (...). Naquela época, também houve grandes expositores da Bíblia, tais como G. Campbell Morgan, A.J. Gordon e S.D. Gordon. (...). Charles Spurgeon, o grande evangelista da Inglaterra, Charles Finney, D.L. Moody e Jonathan Edwards nos Estados Unidos, estão entre os outros gigantes na história da igreja que nunca praticaram as coisas Pentecostais. (...). As mensagens de Moody baseavam-se principalmente no ensinamento dos Irmãos Unidos, introduzidos na teologia americana pelo Dr. C.I. Scofield. (...). O primeiro ponto bom dessa teologia [Irmãos Unidos] é que ela abre a Bíblia inteira de maneira geral. (...). Em segundo lugar, os Irmãos Unidos abriram os tipos e prefigurações. Tipologia era um tema favorito entre os mestres dos Irmãos. (...). Terceiro, eles abriram as profecias. Foram eles que enfatizaram que para compreender as profecias na Bíblia, é preciso atentar a duas coisas: a grande imagem em Daniel 2, que governa o mundo gentio, desde a Babilônia até os dez reinos sob o anticristo emergente, e as setenta semanas em Daniel 9. Esses dois itens são os princípios governantes e básicos na compreensão e explicação das profecias. G.H. Pember, Robert Govett e D.M. Panton, todos seguiram esse princípio. Quarto, eles abriram a Bíblia em dispensações. Foram eles que começaram a ver a economia de Deus, embora não usassem esse termo. (...). A Teologia Reformada nega as Dispensações, mas o ensinamento dos Irmãos as enfatiza bastante. Witness Lee.
Arminianismo x Calvinismo
Arminianismo x Calvinismo.
Reino? = Dispensacionalismo.
Hoje [1985], no norte dos Estados Unidos, a Teologia Reformada é muito prevalecente. Ela é renomada pela postura com base na predestinação e eleição eternas de Deus. É o Calvinismo que afirma que uma vez salvo, salvo para sempre, porque Deus nos elegeu e predestinou para salvação eterna. Entretanto, o Calvinismo negligenciou a Responsabilidade do Homem. Por causa disso, o Arminianismo se espalhou em oposição, afirmando que mesmo salvo, ainda se pode perecer. Eles são categóricos do lado da responsabilidade do homem (...). Todos os versículos que citam para mostrar que se pode perecer depois de salvo não se referem à perdição eterna, mas à Punição Dispensacional do Reino. O reino nunca foi visto, nem pelos Calvinistas nem pelos Arminianos. Foi visto, entretanto, pelo Sr. Govett e Sr. Panton, que ajudaram a desenvolver os ensinamentos apropriados. G.H. Lang, um mestre dos Irmãos Unidos, também adotou a mesma linha. / Agora há a linha do Calvinismo, a do Arminianismo e a do Reino [Dispensacionalista]. Adotamos a última linha porque sem ela, não há reconciliação entre a eleição de Deus e a responsabilidade do homem. Está totalmente correto que Deus nos tenha escolhido e até mesmo predestinado para a salvação eterna. Depois de salvos, entretanto, precisamos assumir alguma responsabilidade mediante Sua graça suficiente e nossa cooperação com Ele por meio do desfrute da graça. / Entre o Calvinismo e o Arminianismo, há o ensinamento do Reino [Dispensacionalismo] a respeito da recompensa ou galardão para os fiéis e a punição ou disciplina para os infiéis. Witness Lee.
Billy Graham
Billy Graham.
Se me perguntarem: 'Sem as reuniões grandes como vamos aumentar?'. Nos anos sessenta quando vim para este país [Estados Unidos] o evangelista Dr. Billy Graham promovia reuniões dos pequenos grupos. Ele sabia que muitos dos que foram atraídos pelo evangelho se espalhariam para as denominações e com o tempo se esfriariam; então ele animou as pessoas a formarem pequenos grupos para terem estudos bíblicos e para orarem juntas. O que ele promoveu era o mesmo princípio do assunto a qual estamos falando. Ainda que milhares de pessoas sejam atraídas, sem os pequenos grupos, quantos delas permaneceriam? Não há outro modo. Witness Lee.

Living Stream Ministry
Conferências atuais.
Living Stream Ministry - LSM.
http://www.lsm.org/
Witness Lee partiu para o Senhor em 1997, mas Deus continua abençoando o seu legado através dos abundantes escritos de sua autoria.

Os crentes em Jesus reunidos e beneficiados através do seu ministério continuam sendo supridos em Vida, principalmente, através do Living Stream Ministry - LSM que divulga os escritos de Watchman Nee e Witness Lee.

Prezados leitores, podemos divergir doutrinaria e teologicamente, mas jamais devemos executar juízo sobre os servos do Senhor, muito menos proferir acusações sobre quaisquer movimentos ou denominações, mesmo aqueles que são Restauracionistas acerca da Vida da Igreja. No mínimo, precisamos ler "100 livros" de autoria daquele que estamos julgando ou reunirmos durante "3 anos" com aqueles que estamos discordando.

Não chamemos de Heresia, aquilo que não conhecemos, pois Deus não divide o Seu trono de juízo com ninguém. Somos livres para frequentarmos quaisquer lugares que professam a Triunidade de Deus (Pai, Filho e Espírito), as naturezas de Jesus Cristo como Deus Completo e Homem Perfeito, e que reconheçam a Bíblia como livro inspirado pelo Espírito Santo, inerrante expressão da Verdade e regra de Fé e prática.

Muitas incompreensões acerca do ministério de Witness Lee são decorrentes da sua característica de escrita, ou seja, em praticamente todos os livros de sua autoria existe o uso exagerado de "hipérbole" ou "auxese", a saber, "demasia propositada num conceito" ou, simplificando, "expressão de uma ideia de forma exagerada". Também existe a intensidade no uso de "alegorias", o que prejudica a literalidade contextual da porção bíblica, no entanto, não identificamos ideias contrárias ao núcleo essencial da Fé Cristã Ortodoxa. Concluímos que a "figura de linguagem" não pode ser considerada para o enquadramento de um Movimento como Heresia. O apóstolo Paulo escrevia de maneira peculiar e Pedro apontava dificuldades para analisar os textos paulinos (2ª Pedro 3:14-16). Os escritos de Paulo começaram a soar ideias familiares através de Aurelius Augustinus (354-430), também conhecido como Santo Agostinho, considerado pelos Calvinistas e Luteranos como o Pai Teólogo da Reforma Protestante.

Este Blog Histórico InterdenominacionalMORGADO, UM CRISTÃO!, está fundamentado em Cristo Jesus e sua bandeira é Romanos 14:4a "Quem és tu que julgas o servo alheio?".

1ª Coríntios 3:12-13 - "Se alguém constrói sobre esse alicerce usando ouro, prata, pedras preciosas, madeira, feno ou palha, sua obra será mostrada, porque o Dia a trará à luz; pois será revelada pelo fogo, que provará a qualidade da obra de cada um.". Nosso juízo (fogo) não serve, então deixemos para o juízo (fogo) de Deus.

Por oportuno, ressaltamos que a majestosa Palavra do Senhor também traz equilíbrio para a postura cristã, ou seja, devemos provar se os espíritos são de Deus (1ª João 4:1), analisando as palavras proferidas (1ª Coríntios 14:29), retendo o que é bom (1ª Tessalonicenses 5:21), adotando postura prudente e diligente com aqueles que carregam títulos ou funções de enviados (Apocalipse 2:2), demonstrando a melhor das características, a saber, a nobreza dos Bereanos (Atos 17:11), mas jamais devemos utilizar como critérios as questões secundárias e periféricas da Fé Cristã, afinal, o Corpo de Cristo foi mutilado pelas contendas doutrinárias que a História demonstrou ser de menor valor, pois não eram pertencentes ao núcleo essencial da Vida da Igreja que é transmitido de geração em geração através da Bíblia.

Enfatizamos que a comunhão entre os crentes, necessariamente, deve ser fundamentada pelo nascimento do Alto com a regeneração pelo Espírito, plantando as raízes no precioso sangue de Jesus e no Seu nome, lutando pela centralidade do Evangelho da Cruz, pois quando buscamos a comunhão dos santos mediante Visões Ministeriais, agravamos as contendas e divisões entre cristãos, nutrindo as piores das sementes, a saber, o Exclusivismo e o Isolacionismo no Corpo de Cristo. Por outro lado, a Unidade dos salvos nesta Terra, não produzirá Uniformismo e jamais culminará no pensamento perigoso do Universalismo.


FONTE:

Livro: Biografia de Watchman Nee - O testemunho de um homem que viu a revelação divina nesta era.
Autor: Witness Lee.
Editora: Árvore da Vida. (Brasil).
Páginas: 350.

Livro: Dora Yu e o Reavivamento Cristão do século XX na China.
Autor: Silas H. Wu.
Publicado por Pishon River Publications. (U.S.A.).
Editado e produzido por Editora Árvore da Vida. (Brasil).
Páginas: 261.

Livro: A Prática da Restauração do Senhor.
Autor: Witness Lee.
Editora: Árvore da Vida. (Brasil).
Páginas: 170.

Livro: Comunhão Acerca do Mover Atual do Senhor.
Autor: Witness Lee.
Editora: Árvore da Vida. (Brasil).
Páginas: 176.

Livro: A Experiência de Cristo como Vida para a Edificação da Igreja.
Autor: Witness Lee.
Editora: Árvore da Vida. (Brasil).
Páginas: 157.

Livro: O Ministério Celestial de Cristo.
Autor: Witness Lee.
Editora: Árvore da Vida. (Brasil).
Páginas: 102.

Livro: Estudo-Vida de Gálatas.
Autor: Witness Lee.
Editora: Árvore da Vida. (Brasil).
Páginas: 433.

Mensagens sobre reuniões em casa.
Anaheim, Califórnia. Agosto e Setembro de 1985.
Título: "O presente mover do Senhor".

Vídeos no You Tube.

Living Stream Ministry - LSM http://www.lsm.org/.